5 dicas para sua empresa não cair em fraudes na Black Friday
Business

5 dicas para sua empresa não cair em fraudes na Black Friday

Publicação muito interessante feito pelo nosso parceiro Gilberto Campos do blog Valor Agregado. Para que todos fiquem atentos com fraudes nesta época de grandes promoções, boa leitura.

No Brasil, o faturamento do comércio eletrônico ficou em mais de 53 bilhões de reais em 2018 e a previsão é que em 2019 ultrapasse os 60 bilhões. Pensando nisso, clientes e empresas precisam se prevenir contra os golpes nas compras em lojas online e também físicas, já que estão sujeitas a este tipo de problema com o aumento das vendas, em especial no período da Black Friday.

De acordo com o Relatório Global de Fraude e Risco, da Kroll, cerca de 89% das corporações brasileiras já sofreram algum tipo de fraude. “Esse problema é mais comum do que se imagina. Para se precaver contra as fraudes é necessário usar a tecnologia a seu favor. Checar e confrontar dados também são medidas que podem ajudar”, explica Hederson Albertini, CEO da Assertiva.

De olho nesse cenário e também na Black Friday, que se aproxima, a Assertiva, plataforma que utiliza inteligência de dados para prevenção a fraude e apoio nas relações comerciais, separou algumas dicas para ajudar os comerciantes:

1. Faça uma otimização na análise de crédito: Entre as diversas modalidades de fraude, a inadimplência é a que mais gera perdas para os varejistas. Uma boa análise de crédito envolve algumas iniciativas como consultar o histórico do cliente, verificar anotações em órgãos de proteção ao crédito e verificar os documentos do consumidor.

2. Invista em tecnologias de verificação: Investir em tecnologias é fundamental para a prevenção de ataques e também para garantir que seus dispositivos para pagamentos estarão livres de adulterações. Um dos problemas recorrentes no varejo é o chamado “golpe da maquininha de cartão de crédito”. Duas possíveis soluções para evitar essa fraude são aderir aos pagamentos via Transferência Eletrônica de Fundos (TEF) ou fazer conciliação automática de recebíveis.

3. Consulte o CNPJ da empresa: Em empresas que negociam com outras instituições, por exemplo, a perspectiva de ganhos altos em poucas operações fraudulentas pode atrair estelionatários. Alguns golpistas até criam empresas de fachada ou com domínio empresarial inativo, com o intuito de fechar o negócio, receber os valores e sumir. Para evitar esse tipo de armadilha o ideal é consultar o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Todo tempo ganho na hora de avaliar a idoneidade de um negócio é precioso.

4. Tenha um banco de dados confiável: Um dos recursos fundamentais para vender apenas para bons clientes é ter um banco de dados confiável, no qual a empresa armazena as principais informações sobre os seus compradores.

5. Use ferramentas de automação: É muito importante contar com soluções tecnológicas confiáveis e que consigam realizar o cruzamento de dados do cliente. O processo de automação é um importante aliado na prevenção de golpes, por ser rápido e eficaz.

 

Link com o texto original:

https://valoragregado.com/2019/10/27/5-dicas-para-sua-empresa-nao-cair-em-fraudes-na-black-friday/

 

Leave your thought here